2005-08-23

Harmonia

Enfim, as férias lá acabaram.
Tempo de arrumações, limpezas, de executar aquelas tarefas que ao longo do ano nos esquivamos a realizá-las e sempre as empurramos para "quando tivermos tempo".
Tempo de descanso por excelência, de viagem, de ler ou reler o livro que há 5 anos é prioridade de leitura, de reorganizar o arquivo, de quebrar rotinas, de disfrutar da companhia de amigos ausentes o resto do ano, de acordar tarde!

Nestas férias tive a oportunidade de redescobrir uma dimensão nova e diferente do conceito e necessidade de harmonia.

Conceito demasiado abstracto e pessoal, poderemos pensar. Talvez...
No entanto, na nossa vivência, enquanto entidades corporais, emocionais e espirituais persiste uma necessidade básica da sua existência.
Harmonia do espaço, do tempo, das emoções. Harmonia musical, cromática, formal, ética...
A necessidade de formular uma justa medida que traduza equilíbrio abrangente e total. A demanda é básica, até mesmo primária.
A necessidade de encontrar ordem para o caos, de convergir, de combinar de forma natural, sem artifícios ou falsidades.
Relegar o uso de "corantes ou conservantes" e desmaquilhar os conceitos impostos por correntes doutrinárias e filosóficas avulsas e descartáveis.
Encontrar satisfação plena na própria existência do eu, do próximo, da própria morte...

Tenho encontrado essa dimensão de harmonia no relacionamento pessoal e individual com Deus.
Doutro forma, para mim nada faria sentido.

4 comentários:

Vilma disse...

Parece que meditamos nas mesmas coisas durante as férias... o desejo que sentimos é por uma dimensão cada vez mais profunda nesse relacionamento. Sem Ele, todos os outros relacionamentos deixam de ter sentido! Gostei muito!

Paula disse...

Gostei muito do que escreveste! Sem Ele, tb nada faria sentido para mim, porque sinto-me completa com Ele.

jaime fernandes disse...

Sendo Deus um Ser harmonioso, tudo aquilo em que ele toca experimenta harmonia.

De facto é através de um relacionamento íntimo e pessoal com Deus que nós podemos encontrar o equilíbrio necessário para a nossa existência.

Obrigado pelo que escreveu

Anónimo disse...

You have an outstanding good and well structured site. I enjoyed browsing through it
» »