2006-06-23

S. João

O Porto prepara-se para a "noite mais longa" do ano. A cidade já fervilha, os preparativos para a "grande noite" ultimam-se. Sente-se no ar a confluência dos aromas, que lentamente inebriam os sentidos. S. João, o santo padroeiro da cidade é o motivo da celebração.
Aqui fica em honra deste santo, uma curta biografia e citação do mesmo:

João Baptista, filho de Zacarias e Isabel. Começou a sua actividade profética por volta de 27 d.C. Chamou o povo ao arrependimento, e as multidões acotovelavam-se para o escutar.
Vestia-se de peles de camelo, vagueava pelo deserto, alimentando-se de mel e gafanhotos.
Baptizou milhares no Rio Jordão, incluindo o seu primo. Jesus, a quem reconheceu como o Messias. Mais tarde, Herodes Antipas encarcerou-o e executou-o!


A sua declaração mais marcante, foi a respeito de Jesus:
"João viu a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo. " - in Bíblia


Curiosidade: in wikipédia
Sabe-se que foi a partir das sílabas iniciais dos versos da primeira estrofe do hino litúrgico em honra de São João Baptista que se formaram os nomes das notas musicais. Veja-se como:
Ut queant laxis
Ressonare fibris
Mira gestorum
Famuli tuorum,
Solve polluti
Labii reatum,
Sancte Johannes.
O ut foi depois substituído por dó. O si, esse é constituído pelas letras iniciais latinas de Sancte Johanes (São João: o j lia-se como i).

5 comentários:

Vilma disse...

Fui pela primeira vez ao S. João...! Valeu a pena: pessoal divertido, uma festa espontânea e marteladas até dizer chega! :D
Do lado de Gaia foi muito bom!

Lai disse...

Desta vez, Porto e Gaia unidos!!
Soube melhor!!
A união faz a força!!
Viva o Norte!! e o resto de Portugal tambem...

DTA
Lai

PS: Fiquei mais "culta" - não sabia desses pormenores musicais...

sofia disse...

Obrigada por contribuires para a minha cultura!!! ;-)

Fica bem!
DTA

jaime fernandes disse...

Agradeço teres acrescentado mais um pouco de conhecimento à minha tão grande ignorância musical...

Quanto à declaração de João Baptista... creio que foi o "foguete" que subiu mais alto e brilhou muito mais do que todos aqueles que foram lançados para o ar.

DTA "aspas"

Anónimo disse...

Ouço, com muita frequência os evangélicos dizerem que não ligam ou veneram os "santos" populares mas o que acontece é que vejo os evangélicos no meio dos outros e festejam do mesmo modo. Qual é a diferença? Entre evangélicos ou, neste caso, católicos? Se vão aos mesmos sítios e fazem as mesmíssimas coisas, NÃO HÁ DIFERENÇA. Só a conversa.