2005-12-09

Por amor

No século XVII alguns Cristãos serviam fielmente a Cristo numa ilha do Japão.
Segundo o missionário Tim Johnson, um líder de provincia, chamado Shogun, decidiu que esses homens eram uma ameaça para a cultura tradicional, pelo que concebeu uma armadilha.
Colocou uma imagem de Jesus na rua e exigiu que os Cristãos na sua província pisassem a imagem em renúncia à sua fé. Quando o teste acabou, 26 pessoas tinham recusado fazê-lo. Foram crucificados à beira da água para todos verem.
Num país como o nosso, chamado de "cristão", quantos superariam este teste?

6 comentários:

Vilma disse...

Essa é forte, aspas...! Já me tenho feito essa mesma pergunta! Existe um pouco de Pedro em todos nós...com as palavras dizemos que O seguimos pra todo o lado... mas confrontados com algo assim, como seria?

Mel disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Mel disse...

Essa pôs-me a pensar. Concordo coma Vilma... todos temos um pouco de Pedro. Mas o teu post não é de todo sem sentido. Ainda hoje quantas pessoas são perseguidas e executadas pelas suas crenças e, sim, por serem - como nós - católicos. Vivemos confortáveis e cheios de liberdades, não vamos à Igreja PORQUE NÃO NOS APETECE e esquecemos que há quem não o possa fazer...
Uma observação muito pertinente nesta altura de Natal!

P.S. Tive que apagar o outro comentário porque só quando publiquei me apercebi que faltava metade de uma palavra... é o que dá escrever à pressa!

Eliot D. Chambers disse...

No ritmo que a criminalização do Cristianismo marcha, logo veremos, amigo.

Abraço!

Lagoa_Azul disse...

Realmente não sei responder, sinto-me tentada, a dizer ke superaria o teste, mas ...
Estou convicta ke o superaria.
Beijos e bom fim de semana.

Caros Amigos disse...

Caríssimo:
Gostei deste teu post e coloquei-o no meu. Com a respectiva chamada para o teu.
Obrigado pelas tuas reflexões!