2008-06-05

Urgentemente

"É urgente o Amor,
É urgente um barco no mar.

É urgente destruir certas palavras
ódio, solidão e crueldade,
alguns lamentos,
muitas espadas.

É urgente inventar alegria,
multiplicar os beijos, as searas,
é urgente descobrir rosas e rios
e manhãs claras.

Cai o silêncio nos ombros,
e a luz impura até doer.
É urgente o amor,
É urgente permanecer."

- Eugénio de Andrade

2 comentários:

Jorge Oliveira disse...

Muito bonito o poema,
de um dos meus poetas portugueses preferidos.

É urgente o amor.
É urgente amar.

Abraço

Ghernandes disse...

Não somente palavras como algumas atitudes precisão ser destruídas.

Deus abençoe
www.thepescador.blogspot.com