2005-05-30

Onde estás?

Curiosa incógnita, impele a descoberta.
Onde estás? Na vida ou na morte...
Onde estás? No alto do desfiladeiro, na penumbra do ocaso, no centro do mundo!
Onde estás? Aqui, ali, aquém, além.
Onde estás? A imagem do passado, fragmentos do corruptível, memória do venal.
Onde estás? No ribombar da tempestade, no lacrimejar do infante, na agrura da dor, no definhar do crepúsculo.
Onde estás? No tempo contado, na esperança sofrida, no devaneio desregrado.
Onde estás? Na alucinada dispersão, na volupia ocre, no impecável virtuosismo.
Onde estás? Ataviado pelo coração, abnegado pelo altruísmo, seduzido pelo vulgar.
ONDE ESTÁS?

Esta mesma pergunta foi colocada no princípio dos tempos.
"Onde estás Adão? Onde estás Eva?"

E tu? Onde estás?

"Todos os homens têm de morrer, mas nem todos vivem, de facto"
-William Wallace in Brave Heart

2 comentários:

Vilma disse...

Sem dúvida..essa questão foi colocada após a queda e continua a ser feita diariamente por Deus a cada homem e mulher deste planeta, ecoando até ao Dia do Senhor... aí fará toda a diferença saber onde cada um de nós se encontra...

H. disse...

Pergunto-me isso todos os dias. Onde estou? Porque estou aqui? Para onde vou?
A frase do Mao é bem bonita. E esta do Wallace tb.
Se sou forte? Tento encontrar a força necessária para fazer a diferença, nem que seja em mim...

*

Obrigada pla visita, volta sempre!