2005-06-20

Retendo o bem!

É interessante que na sua generalidade, todos nós, somos peritos em recordar e evidenciar o negativo, em experiências de vida que acabaram por se tornar problemáticas e gravosas.
"Recordar é viver", ouvimos nós (especialmente em publicidade a material fotográfico). Na prática, aquilo que retemos de situações, pessoas, relacionamentos que em determinada situação nos magoaram, ou provocaram dano, é sobretudo o que acabou por se tornar em mal. E para agudizar ainda mais a situação, criamos uma cultura de cultivo desse mesmo "mal", acabando por desenvolver um estado de amargura e ressentimento, perpetuando-o no tempo.
Importa contrariar este sentir!
O que é interessante em tudo isto, é que não interessa o nosso passado!
Eu repito. Não importa o nosso passado. Seja ele excelente, ou miserável. O que é determinante para cada um de nós é o presente e o futuro.
Não me parece salutar, vivermos amarrados a um passado de decisões, acções, conceitos, que nos molestam e ferem.
Apesar de todos os condicionalismos de ordem genética, social e cultural, creio que é possível, ter uma "nova natureza". Creio que é possível mudança, que é possível adquirir um sentimento de nova oportunidade e esperança, "deixando o que para trás fica, prosseguindo para o alvo" que adiante se encontra.
Um alvo de vida próspera, "limpa" e com sentido.
É esta a minha convicção, espero que seja também o vosso desejo.

7 comentários:

JOINCANTO disse...

O Salmo 147:3 diz que o Senhor, "sara os quebrantados de coração e liga-lhes as feridas"
Ele é O Deus que restaura e sara.

Vilma disse...

Não podia estar mais de acordo com este post... é verdade que Deus cura, mas primeiro precisamos de deixar o que é velho para trás. E acima de tudo, reter o que é bom... em tudo, seja nos relacionamentos, seja na nossa experiência de vida.

jaime fernandes disse...

O autor da frase “deixando o que para trás fica...” é bem o exemplo desta grande verdade.
Ele conta que quando perguntou a Jesus, depois de ter caído na estrada para Damasco, quem Ele era, ouviu a seguinte resposta: “Eu sou Jesus, a quem tu persegues.” (passado) “Mas levanta-te e firma-te sobre os teus pés, porque por isto te apareci, para te constituir ministro e testemunha...” (presente e futuro) (Actos 26)
“Um alvo de vida próspera, limpa e com sentido.”
Esta também é a minha convicção.

Anónimo disse...

PARABENS PELO BLOG

JOINCANTO disse...

Olha tiveste a visita do Anônimo borboleta...
LOLLLLLLLL

Anónimo disse...

Quem é este joincanto, sempre tão desagradavel e sempre tão sarcástico?
entre comas

Nuno Barreto disse...

no momento em que deixamos de mudar, deixamos de viver.