2005-11-03

Modo "stand-by"

Se há pessoa a quem o provérbio "quem espera, desespera" se aplica, é a mim.
Já repararam a facilidade com que nos colocam à espera?
No trânsito, ficamos à espera.
Para levantarmos uma carta nos correios, esperamos.
Nas chamadas telefónicas colocam-nos em espera.
Vamos ao dentista, esperamos. Grrrrr..... eu simplesmente desespero!!!
A celeridade e rapidez de deslocação de pessoas e bens, a velocidade de circulação da informação trouxeram à "espera" um sentido fortemente negativo. Contudo, nem sempre o é.

Os tempos de espera, de amadurecimento e maturação trazem confirmação à nossa vida.
Trazem certeza de decisão. Trazem a possibilidade de colocarmos as questões a tratar em diferentes perspectivas, com o distanciamento suficiente para a sua correcta avaliação.
Quantas vezes o impacto das nossas decisões não são correctamente avaliadas, devido à sofreguidão da decisão no momento?
Contrariamente à máxima "mais vale uma má decisão, que uma não decisão" opõe-se a busca da decisão correcta e acertada, ainda que demore tempo.

Quantas vezes exigimos aos nossos relacionamentos que tenham a mesma prontidão do "fast food"? Quantas vezes a nossas opções se baseiam simplesmente a nível emocional... no "calor do momento"!
Tempos de espera fortalecem a nossa capacidade de decisão, evitam o erro. Consolidam a nossa confiança na certeza dos objectivos a atingir. Motivamos quem nos rodeia na prosssecução do objectivo comum.
Não desistimos ao primeiro sinal de dificuldade, porque, sabemos o que queremos, sabemos para onde vamos e sabemos o que fazer para lá chegar.

6 comentários:

JOINCANTO disse...

Grande "posta"!

Também "fervo em pouca água” muitas vezes, mas acho que com o avançar da idade vamos aprendendo a andar mais devagar. Nem que seja por causa das artroses e do preço da gasolina... lol

Cambada de "impertinentes"...
Eheheh

Vilma disse...

Gostei muito, aspas!
Já me considerei uma pessoa paciente, mas Deus tem colocado determinadas situações na minha vida que me mostram o contrário... agora, é aprender a ser realamente paciente!

Lagoa_Azul disse...

Gostei de tua passagem no meu humilde cantinho.
A paciência é a maior virtude de todas, mas nés simples mortais nos esquecemos de saborear a vida e paciente mente.
Mas como tudo requer treino, e eu feliz ou infelismente levo anos de pratica dessa bela arte.
Gostei de teu espaço acolhedor.
Fica bem , beijos.

Paula disse...

Precisamos muito de perseverança e paciência...

jc disse...

Eu por acaso de paciente não tenho nada...

Gosto de tudo para ontem...

Mas, enfim... Ninguém é perfeito!!!

Eu pelo menos... Não sou!

jaime fernandes disse...

Eu não gosto muito de esperar, mas como diz o Jo, com o avançar da idade vamos aprendendo a andar mais devagar. Deus ajuda-nos a crescer na paciência!